um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Dois e dois são quatro

Kiev irá investigar todos os casos de valas comuns descobertas em Donbass, anunciou esta terça-feira em conferência de imprensa Evgueni Perebeinos, diretor de Departamento de Política de Informação do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia.

"Todos os casos de valas comuns devem ser e serão cuidadosamente investigados logo que tenhamos acesso livre aos locais onde foram descobertas", disse ele, ressaltando a disponibilidade da Ucrânia para cooperar "com os nossos parceiros, incluindo a OSCE".

 Enquanto isso, o representante do Ministério das Relações Exteriores ucraniano disse que as afirmações sobre o envolvimento de militares ucranianos no surgimento das valas comuns não são mais que "provocação infundada".

Mais de 30 batalhões de voluntários foram formados na Ucrânia, informou hoje Arsen Avakov, ministro do Interior do país.
"Temos hoje 34 batalhões formados por voluntários. Claro que em toda a parte há as suas particularidades. Um dos batalhões foi dissolvido, embora tenha participado nos combates, tinha muitos mortos e feridos. Aí também ocorrem processos irreversíveis que é preciso castigar: pilhagem, falta de disciplina", declarou Avakov, citado pela revista eletrónica Fokus.

O FASCISMO UCRANIANO PERMANECE INCÓLUME PERANTE A INDIFERENÇA DA COMUNIDADE INTERNACIONAL.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

reflexão com algum non sense

Os profissionais das USF em modelo B contratualizaram metas para 2013 que a serem concretizadas implicavam o pagamento de Incentivos Financeiros até 15 de Julho de 2014, Como não foram pagos, pergunta-se: se as USF em modelo B fossem Pedro Passo Coelho e a a Administração fosse a Tecnoforma, não estariamos já a receber os Incentivos como ...despesas de representação ou de transporte?

domingo, 28 de setembro de 2014

PARA NÃO ESQUECER


Foi há 35 anos. Jornada de luta dos trabalhadores da UCP Bento Gonçalves de Montemor-o-Novo. Morreram os comunistas Casquinha (17 anos) e Caravela (54 anos)

A força da GNR disparou para ar... Era primeira-ministra Maria de Lurdes Pintasilgo. Era Ministro da Agricultura Joaquim da Silva Lourenço. Era Ministro da Administração Interna Manuel Costa Brás. Era Ministro da Justiça Pedro Sousa Macedo, mais tarde presidente do Supremo. Não houve conclusões. Ninguém foi acusado. Ninguém foi responsabilizado.

O PCP comemorou, como faz todos os anos, a o assassinato em Santiago do Escoural.


João Hogan, o pintor, fez uma tela alusiva. Presente na Câmara Municipal de Cuba. 

FORMAÇÃO DE MÉDICOS ZERO


Perante a apresentação de um Projecto Ministerial de Revisão do Internato Médico , a FNAM, organização de médicos portugueses, denunciou a ausência de uma negociação legal sobre um documento que refere “inovações de carácter estrutural”. Correndo o risco de ferir a sensibilidade de alguns (e algumas) “virgens” e sabendo que “pimenta no c…dos outros é refresco” destaco do documento da reflexão da FNAM:
8- As funções dos orientadores de formação são remetidas para o Regulamento do IM.

9- As coordenações do Internato da Medicina Geral e Familiar são eliminadas, constituindo uma medida destrutiva de muitos anos de trabalho de estruturação e de interligação formativa na dignificação e qualificação crescentes desta especialidade médica.

10- A composição, competências e funcionamento dos órgãos do Internato são remetidas para o Regulamento do IM.

11- Para os membros dos órgãos do IM e para os orientadores de formação é expressamente afastada qualquer compensação pecuniária. Somente existirão efeitos curriculares e a nível da avaliação do desempenho.

Assim o Governo, o Ministério da Saúde, a ARS e o ACES podem ir pensando em arranjar Orientadores de Formação a custo zero, com idoneidade zero, com currículo zero, com ética zero.


sábado, 27 de setembro de 2014

Destroyer - Foam Hands

O LIXO DE MENEZES


http://videos.sapo.pt/4OgDl8CGzjizcGfDTRHs

Luis Filipe Menezes está a ser investigado pela PGR por fortes suspeitas de corrupção para enriquecimento pessoal. A acusação envolve esquemas de comissões ligadas á negociação extrajudicial de dívidas. Foi até já processado o levantamento do segredo bancário.
Aparentemente no desencadear da investigação terá estado a discrepância entre o patrimônio e os rendimentos auferidos. 
A investigação decorre com a recolha de documentos na autarquia de Gaia e nas Empresas Municipais Águas de Gaia e Gaianima.  Na "berra" está também uma agência de publicidade de nome We Brand. 
Um caso recentemente conhecido tem a ver com uma concessionária da Câmara de Gaia, para a recolha de lixos, do Grupo Mota-Engil. O chamado Caso Gaiagate envolve a renegociação do contrato com a empresa Suma do grupo económico de António Mota (e que teve Jorge Coelho, o dirigente socialista como Presidente Executivo até 2013), em valores de 180 milhões de euros por 10 anos. Os valores em causa são 30 a 40% acima dos valores de mercado.


Agora, sabe-se, Menezes é consultor da Mota-Engil, tendo constituído uma empresa unipessoal, com um único funcionário, com um capital social de 5.000 euros. 
A construtora do regime acolhe assim mais um ex-governante. E Luís Filipe Menezes em vez de instruir processos clínicos (o que seria natural dado ser pediatra de formação) apresta-se a aconselhar e instruir processos... de fundos estruturais.

CR

40 Anos da direita no Poder em 40 segundos



"O significado de contra-revolução. O regresso das velhas famílias. O elogio da grande cunha. O orgulho de classe. A história da social-democracia." 

PEDRO  PENILO 




quinta-feira, 25 de setembro de 2014

AI, CAMILO!


A “despropósito” do aumento do Salário Mínimo, a RTP ouviu de manhã o comentário de Camilo Lourenço. Certamente por nada de positivo querer dizer, o economista liberal explicou uma teoria muito sua: a da uva com grainha e da uva sem grainha.

Assim para o génio incompreendido da economia e das finanças, a uva com grainha assemelha-se ao trabalhador não qualificado, de baixo ordenado e trabalho de escassa incorporação de produtividade. A uva sem grainha, por seu lado, representa o trabalhador qualificado, de alta produtividade e criatividade e portanto com salários mais elevados. 

Para Camilo, as “empresas” (leia-se os patrões) desejam muito as uvas sem grainha e toleram as uvas com grainha. E portanto, alvitrava o Lourenço, o aumento do salário mínimo devia ser assegurado pela Segurança Social libertando desse encargo as “empresas” que dele não se responsabilizariam.

Camilo Lourenço faz caracterizações patuscas. Mas não engana. O que ele propõe não é qualificar o emprego, antes pelo contrário. Ele pretende desqualificar o preço do emprego qualificado (com a possível excepção do seu, claro). No mundo vegetal que promove, o capital come as uvas sem grainha ao mesmo preço das uvas com grainha. Umas darão mais cólicas do que outras, mas no fim, com grainha ou sem ela, o que importa é a saciedade.

Ai Camilo, como tu falas bem! Tanta uva com e sem grainha nas caixas dos supermercados, na emigração, nos caixotes parados do desemprego, na despensa da família de baixos recursos.


CR

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Rodrigo Leão - Voltar

AMNÉSIA OU MENTIRA?

Numa manobra dilatória, Pedro Passos Coelho recorreu á Procuradoria-Geral da República. Mas Passos Coelho sabe que está sem salvação.

Ou se esqueceu dos 150.000 euros da Tecnoforma, uns significativos 5.000 euros mensais, em 3 anos (1997-1999), não o declarando ao fisco, estando em regime de exclusividade parlamentar em 1995-1999 ou não estando, não o declarou ao fisco e  recebeu indevidamente 30.000 euros de subsidio de reintegração do Parlamento.

Mesmo a tão falada prescrição dos ilícitos não apaga o essencial. Portugal não merece um Primeiro Ministro amnésico e/ou mentiroso. CHEGA.

CR

terça-feira, 23 de setembro de 2014

a Saúde e o mérito

A Escola Nacional de Saúde Pública elaborou um ranking dos Hospitais Públicos que avaliou o internamento e a qualidade dos serviços prestados baseado em dados de 2013. 

Foram 44 os hospitais avaliados, ficando de fora por não fornecerem dados os hospitais da Madeira e dos Açores, alguns hospitais públicos e todos os hospitais privados.

Qualquer ranking é discutível e a sua avaliação deve ser algo relativizada. Convém contudo estar atento a certas posições relativas.

O Hospital de S. João lidera de novo. O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa ocupa o 9.º lugar. Nas especialidades ou áreas de diferenciação registe-se para o CHTS o 5.º lugar em Doenças Infecciosas, o 3.º lugar em Doenças músculo-esqueléticas, o 5.º lugar em Doenças da Pele, o 4.º lugar em Doenças Neurológicas e o 2.º lugar em Traumatismo/ lesões Acidentais.

Há aqui certamente profissionais e equipas de saúde que se destacam pela modernidade. Julgo que a população deveria reconhecer este mérito relativo.


CR

o país do deserto e dos "camelos"

ARS Norte confirma fim do atendimento nocturno em Baião e Resende

Miguel Múrias Mauritti

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) confirmou hoje o encerramento do atendimento nocturno nos centros de saúde de Baião e Resende, já a partir de domingo.
De acordo com fonte daquele organismo desconcentrado do Estado, a decisão é consequência da “quase nula” procura daqueles dois serviços de atendimento, no período entre as 24:00 e a 8:00.

“Não se justifica manter os serviços abertos”, observou a fonte.
Segundo a ARS-N, os dados foram recolhidos durante dois anos, no âmbito de uma monitorização ao funcionamento dos dois serviços de atendimento, durante a noite.
A Administração Regional de Saúde avançou que, em contrapartida àquela medida, os meios que estavam afectos ao serviço de atendimento nocturno vão reforçar a capacidade de resposta dos dois centros de saúde, no período entre as 08:00 e as 24:00.

A fonte esclareceu também que, formalmente, desde o tempo da ministra da Saúde Ana Jorge, não existem os chamados “Serviços de Atendimento Permanente”. O que tem existido em Baião e Resende, assinalou, é o prolongamento, para as 24 horas, do horário de funcionamento da assistência.
A partir de domingo, o prolongamento vai manter-se, mas apenas até às 24:00.

A medida hoje confirmada é contestada pelos presidentes dos municípios de Baião e Resende.
A ARS-N confirmou que nesta fase a medida vai apenas ser aplicada a Baião e Resende, mas admitiu que que está a ser feita a monitorização de outras situações similares no norte do país.

Lusa/JM

domingo, 21 de setembro de 2014

O MUNDO ESTÁ A TORNAR-SE MUITO PERIGOSO



Os dirigentes actuais da Ucrânia ameaçaram poder voltar á criação de armas nucleares próprias. Disse-o Valeri Geletei, o Ministro da Defesa da Junta de Kiev, em plena trégua no leste da Ucrânia e perante o silêncio cúmplice das potências ocidentais. Os mesmos que defenderam o monopólio das actuais potências nucleares na aquisição de tecnologia e de matéria-prima para a produção de armas nucleares, e sempre em nome da estabilidade e “paz mundial”, aceitam agora que a Ucrânia, vizinha da Rússia e governada por delinquentes e criminosos, possa ameaçar com poderio nuclear uma parte do mundo.

Os fascistas ucranianos no poder iniciaram a construção de um muro na fronteira ucraniano-russa, na mesma linha do muro existente separando o actual território de Israel das aldeias palestinianas. A lógica e influência dos oligarcas judeus, que patrocinam e organizam a guerra dos batalhões nazis no leste da Ucrânia, é manifesta. Também estes gostariam que a Ucrânia, tal como Israel, fosse a ponta de lança política e militar, subsidiada pelos norte-americanos, em território hostil. Depois do sionismo, o ucranismo.


Acumulam-se notícias divulgadas de várias fontes sobre mapas de um futuro Mundo pós III Guerra Mundial. O jogo da guerra, tão presente em vídeo-jogos e na ficção, estende-se à política mundial. Não há só os mapas dos jihadistas muçulmanos radicais, que pretendem estender o seu poder á Península Ibérica. Há mapas elaborados por centrais de propaganda e de influência nos média ocidentais, que reproduzem o mesmo maniqueísmo destruidor de nações e de fronteiras. A Rússia e a China, travestidas de Império do Mal, estão no centro desta visão unipolar do mundo, sendo-lhes prometido um futuro de caos e de subdesenvolvimento.

Na política internacional, Obama é um Bush reciclado, igual retórica, diminuída capacidade de intervenção política e militar.

O novo Secretário-geral do PS francês, Jean-Cristophe Cambadélis, um obscuro burocrata que a História nunca recordaria por qualquer mérito especial, e que aí se guindou por afinidade com Dominique Strauss-Kahn, afirmou há dias que não há um só socialista francês a favor da ruptura com o sistema capitalista. “Claro que há críticas a esse sistema, mas sabemos que temos de actuar com base no capitalismo, para alcançarmos maior justiça”, arengou ele. Este ex-trotskista está no centro de recente polémica sobre as suas habilitações académicas. Como Sócrates e Relvas…

Mas sobretudo interessa salientar esta visão miserável que interpreta como visão universal da Esquerda (de gauche…) este conformismo e esta abdicação de princípios. A social democracia extingue-se de vez como alternativa, nada que não soubéssemos

Estamos perante um cenário mundial onde criminosos, medíocres, aventureiros e traidores dominam as pedras do xadrez. Juntemos as crises provocadas por desastres naturais e as epidemias como a do ébola. E constate-se de que o mundo está muito perigoso!


CR

humor


sexta-feira, 19 de setembro de 2014

SOARES AO TELEFONE

O caso não é para menos e já vamos perdendo a conta às inúmeras notícias, reportagens, comentários e outras peças que sobre o caso BES/GES têm vindo à estampa. Uma informação abundante que vai circulando nos diferentes órgãos de comunicação, mais em jeito de novela policial do que de apuramento real dos factos e responsabilidades políticas e económicas inerentes ao colapso do império Espírito Santo. Estratégia ou não dos poderes dominantes, o facto é que na enxurrada da informação que vai estando disponível muitos vão perdendo o fio à meada por entre a complexa teia de labirínticas relações entre grupos económicos e poder político, ou perante a sucessão de episódios, como a recente demissão dos administradores do chamado Novo Banco, entre eles o conselheiro de Estado, escolhido por Cavaco, chamado Vítor Bento.
Surgem no entanto pequenas «pérolas» que lançam alguma luz sobre a forma em como este polvo foi ganhando (e está a ganhar, não nos iludamos!) força e poder na sociedade portuguesa, na inversa medida, claro está, do agravamento da exploração e pobreza do nosso povo. Vem isto a propósito de uma reportagem exibida pela RTP1 no programa linha da frente que faz uma espécie de reconstituição da vida e percurso do banqueiro Ricardo Salgado e onde, lá para o minuto 5 da referida reportagem, nos aparece a figura de Mário Soares a explicar – por vaidade ou distracção – o seguinte: estávamos no início da década de 90 quando o próprio telefonou a Ricardo Salgado dizendo-lhe que estavam a «desnacionalizar» a economia e se ele não queria ficar com o «seu banco», ao que Ricardo Salgado lhe terá respondido que sim, mas que, pobre coitado, não tinha dinheiro, coisa que Soares se prontificou a resolver com um simples telefonema ao «mon ami Miterrand» que por via de um banco francês (BNP Paribas) lhe disponibilizou a massa.
Não sei quantos mais telefonemas fez Mário Soares nessa como em outras alturas para dar a mão a um punhado de capitalistas que anos antes eram o suporte do regime fascista. Mas o que é certo e seguro é que sem a intervenção activa do PS, mas também do PSD e CDS, não teria sido possível assistirmos ao criminoso percurso de privatizações de empresas estratégicas para o País e à reconstituição dos grupos monopolistas que a Revolução de Abril, por razões que são cada vez mais evidentes, justamente liquidou.

VASCO CARDOSO (no Avante)

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

O ÁRTICO, A NOVA FRONTEIRA

A Armada Russa do Norte executou uma série de exercícios militares no Ártico, ao largo da costa norte da Rússia, na base da Ilha de Kotelny.

Logo que os barcos de guerra ancoraram na baia da costa da Ilha de Kotelny no mar Branco, os marinheiros desenvolveram exercícios em terra naquela que se tornará a sua casa permanente.

O cruzador porta misseis de propulsão nuclear Pedro, o Grande, classe Kirov , base em Severomosk, no Mar de Barents

O NS 50 Anos da Vitória, quebra gelos de propulsão nuclear
Não foram somente tropas que se testaram durante o exercício. Os dois barcos de desembarque dispararam armas de fogo á medida que elas se encaminharam para supostas posições inimigas.

O propósito do exercício é familiarizar os marinheiros com os rigores do Ártico uma região de disputa internacional crescente.  

A nossa presença aqui pretende assegurar os interesses da Rússia no Ártico e reafirmar que a rota do Ártico é historicamente património da Rússia,disse o comandante da Armada Russa do Norte, Almirante Viktor Sokolov.

A base na Ilha de Kotelny, localizada num dos mais inóspitos climas da terra e abandonada há décadas, vai ser transformada numa nova base permanente  da Federação Russa.

Moscow
deseja consolidar a sua presença militar na região té ao fim do ano. Entretanto a reconstrução da defesa aérea nas ilhas do Ártico ficará completa em Outubro.

A Rússia pretende reforçar as suas posições no Ártico nos sectores militar, politico, financeiro e económico. Em Abril, o Presidente Russo Putin criou uma nova autoridade pública para executar a politica de Moscovo na região.

A presença crescente da Rússia na área é vista com preocupação pelas outras nações polares. Moscovo e Washington congelaram a cooperação US - Rússia no Ártico por causa das relações tensas devido á crise ucraniana. Embora a Rússia tenha a maior marca militar no Ártico, nenhuma das 5 nações polares – Estados Unidos, Rússia, Canadá, Noruega e Dinamarca- prescindiu de reclamações na região, que é rica em recursos naturais.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

O FASCISMO UCRANIANO


Vitali Zhuravsky é um deputado ucraniano eleito pelo Partido das Regiões. A horda fascista ucraniana, estimulada pela democracia norte-americana, achou por bem actuar assim sobre quem se lhe opõe. Métodos fascistas evidentes, suportados pelo Ocidente e nomeadamente pela União Europeia. Em plena Europa.

Temos que parar o fascismo ucraniano. A denúncia é urgente.

Em http://politeiablogspotcom.blogspot.pt/

A NOVA COMISSÃO EUROPEIA

OU A POLÍTICA QUE A “EUROPA” NOS RESERVA

 Os socialistas acreditam que a salvação do país está na “Europa”, nas grandes transformações que inevitavelmente ocorrerão na política europeia.

Atentos ao voo das aves, os socialistas divisam augúrios de um futuro diferente, ao menor sinal vindo de Bruxelas. Desde Draghi, idolatrado e já quase considerado um neokeynesiano até Jean-Claude Juncker, “amigo” de Portugal e do crescimento, tudo aponta segundo os intérpretes da política de Bruxelas, para uma mudança a curto a prazo dos rigores económico-financeiros.

Infelizmente, aos áugures socialistas vai acontecer o mesmo que aconteceu aos áugures romanos. Também eles vão cair em descrédito, porque os auspícios não são nada favoráveis.

A Comissão formada por Jean-Claude Juncker, ou dito de outro modo, a Comissão que os Estados membros atribuíram a Junker, é ainda mais ortodoxamente neoliberal que a de Barroso: os vice-presidentes económicos, coordenadores da política económica dos EM, o finlandês Kaitanen e o letão Dombrovkis são, como reconhece Correia de Campos, “implacáveis defensores das políticas de austeridade e intransigentes face a países sob programa de ajuda externa”. Por outro lado, ao Reino Unido, que criticou a escolha de Junker pelo seu alegado federalismo, foi atribuída a pasta da “Regulação dos mercados financeiros”, que é o mesmo que entregar o galinheiro à guarda da raposa.  
Por outro lado, e este é mais um precioso augúrio, o ministro alemão da economia, Wolfgang Schäuble, ao apresentar as linhas gerais do orçamento para o próximo ano, anunciou que o seu país não vai emitir dívida pública em 2015 e que procurará manter essa tendência nos dois anos seguintes.

Ou seja, a Alemanha não encara qualquer hipótese de financiamento público de infraestruturas nem está predisposta a activar o investimento público europeu. Quem estiver à espera da “locomotiva alemã” para relançar a economia europeia vai ter certamente uma grande decepção.
Por último, a entrevista que El Pais hoje publica de Jean-Christophe Cambadélis, primeiro Secretário do PS francês, é um documento patético, um verdadeiro requiem à social-democracia europeia, da qual a esquerda nada pode esperar.

É à luz da interpretação da política europeia, do que se está a passar na Europa, da conversão profunda da social-democracia ao neoliberalismo, que a disputa entre Costa e Seguro deve ser encarada e analisada.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

HUMOR

Já sabíamos que parte da população reclusa se tinha inscrito como simpatizante do PS para votar nas primárias.

Nos últimos dias dirigentes afins ao PS tem sido condenados pela Justiça, alguns em prisão efectiva.


Não será altura de a organização do PS se estruturar em Núcleos de Residência em Paços de Ferreira, Pinheiro da Cruz, Linhó ou Vale de Judeus?

o esquecimento


Nas obras da Estrada Nacional 15 (troço de ligação Paredes-Penafiel, embora em pleno concelho de Penafiel), que consistem em infra-estruturar e colocar novo pavimento, alguém esqueceu-se de colocar uns simples PASSEIOS.

Foram prometidas há muito obras com outro alcance, uma reorganização da via, que como se sabe abrange uma zona industrial, um Hospital Distrital e uma grande zona comercial. Mas não tendo sido cumpridas as promessas efectuadas, o mínimo que se exigia era que os cidadãos pudessem circular em espaço próprio nessa via, utilizando o recurso natural que a Natureza (ou Deus) nos facultou_as pernas ou um meio auxiliar para deficientes.

Mas os engenheiros, os arquitectos, os desenhadores, os decisores, os políticos do sistema, os autarcas, decidiram que esse direito "idiota" não se aplica naquele troço.

Já sei que nos vão retroquir com o estatuto da Estrada ou com a natureza da entidade que faz as obras. TRETAS!  Uma autarquia vela pelos INTERESSES da população que serve. No caso corrente, a autarquia de Penafiel.

Menos transporte com motorista do Presidente em viatura camarária ao fim de semana e mais resposta a interesse do público...

CR


domingo, 14 de setembro de 2014

Cavaco - o que o Presidente sabe sobre o BES

A pedido de Sua Excelência (sua dele) e de várias famílias residentes no estrangeiro, em especial na Suiça, Luxemburgo, Panamá e Ilhas Caimão, somos a publicar um comunicado inteiramente falso - mas mesmo falso a sério - do inquilino do Palácio de Belém

O Presidente Cavaco Silva não sabe quase nada sobre o BES e tudo o que sabe foi-lhe dito pelo primeiro-ministro Passos Coelho e pelo Governador do Banco de Portugal Carlos Costa.
O que o Presidente Cavaco Silva não sabe sobre o BES dava para fazer um livro do tamanho da lista telefónica de Tóquio antes da invenção do telemóvel, mas o Presidente Cavaco Silva fez-nos saber que confia nas informações do primeiro-ministro Passos Coelho e do Governador do Banco de Portugal Carlos Costa.
O Presidente Cavaco Silva nem sabia bem o que era o BES. Confessou a um colaborador que pensava ser um clube de futebol chamado Benfica E Saudade ou, em contrapartida, um acrónimo de Banco do Estado Sólido.
O Presidente Cavaco Silva não se dava com o presidente do BES porque o médico, consabidamente, recomendou-lhe evitar os salgados.
O Presidente Cavaco Silva não sabia de vigarices no BES porque pensava que todas as vigarices em bancos eram feitas por pessoas diferentes, algumas das quais ele conhecia bem.
O Presidente Cavaco Silva nunca comprou acções do GES porque desconfiou que tinha feito mal quando comprou acções da SLN, dona do BPN, e ganhou muito dinheiro, porque o Presidente Cavaco Silva desconfia sempre quando ganha dinheiro, porque está mais habituado a perder dinheiro com os cortes nas pensões e reformas.
O Presidente Cavaco Silva confia, no entanto, em que este caso será diferente, até porque não está metido nenhum conselheiro do Estado nomeado por si ao barulho, embora um conselheiro de Estado nomeado por si viva maritalmente com uma ex-administradora do Banco.
O Presidente Cavaco Silva deseja a todos os pequenos accionistas do BES a mesma sorte que ele teve na SLN e que consigam vender as acções com um lucro de 150 por cento, ou mais.
O Presidente Cavaco Silva quer deixar muito claro que, desta vez, não teve culpa e que confia plenamente no critério do Governador Costa e do primeiro-ministro Coelho.
O Presidente Cavaco Silva já pôs todo o escasso dinheiro que tem debaixo de um colchão Repimpa, porque deixou de acreditar no sistema bancário, na curva de Laffer, na Lei de Gresham, nos ciclos de Kondratiev e só acredita no sistema do 4-4-2, na curva do Mónaco, na Lei da Oferta e da Procura e nos ciclos da natureza.
O Presidente da República está sempre disposto a esclarecer todos os portugueses.
A Bem da Nação, publique-se! 

Coluna de Alterne (em Expresso)

BREVE ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA DE CAVACO

Cavaco Silva afirmou em Julho que o Banco Espírito Santo estava estável, não sendo permeável aos problemas do Grupo Espirito Santo. Os pequenos investidores da Bolsa, os mais ingénuos, viram nessas declarações do Presidente da República um sinal de confiança e sugestão para comprarem acções. Algum poucos dias depois, assistiu-se á derrocada do Banco e à decisão de recapitalização do mesmo. E o dinheiro investido volatilizou-se.

 Cavaco afirmou há dias que só pode saber o que se passa ou passou verdadeiramente no Banco Espirito Santo depois de ser informado pelo governo ou pelas entidades oficiais de fiscalização. Os pequenos investidores da Bolsa, os mais ingénuos, perceberam que a palavra (e já não falo da acção) do PR não vale de nada. Temos um Presidente cego e surdo para os reais problemas do País. O mundo gira e o Presidente disso não se dá conta. Os portugueses empobrecem e o Presidente não sabe. Os Portugueses, os mais ingénuos ou menos perspicazes, votaram num Presidente incapaz, frágil, enredado numa teia de mentiras ou suspeições, verbo de encher de políticos que dele se servem ou com ele pactuam.

 O jornal i informa-nos da proximidade histórica evidente de Cavaco e da Família Espirito Santo. O banqueiro Ricardo Salgado foi aluno de Cavaco no Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras na década de 60. Em 1989 foi noticiado um encontro histórico entre os dois (mais Manuel Ricardo Espirito santo) na Cimeira de Davos, na Suíça, em que se apontou para a privatização do BESCL e a intenção da Família em reaver o poder financeiro em Portugal (Banco Espirito Santo e Tranquilidade), aproveitando a politica de Cavaco como Primeiro Ministro. Em 2004 Ricardo Salgado patrocina um jantar da elite PSD (Cavaco, Barroso, Marcelo) para pressionar Cavaco a candidatar-se a Presidente em 2006. A Família Espirito Santo patrocina essa candidatura com donativos que se estimam em 5% do total. O mesmo se passa em 2010 na recandidatura com afirmação pública de apoio por parte do banqueiro, não se sabendo á data qual o valor da doação. No negócio de compra do Pavilhão Atlântico, Luís Montez (genro de Cavaco) foi financiado pelo BES Investimento.

Daí a pergunta. Cavaco é cego ou não quer ver?

CR

sábado, 13 de setembro de 2014

António Zambujo - Flagrante



Bem te avisei meu amor 
Que não podia dar certo, 
Que era coisa de evitar. 

Como eu devias supor 
Que com gente ali tão perto, 
Alguém fosse reparar! 

Mas não! Fizeste beicinho, 
E como numa promessa 
Ficaste nua para mim. 

Pedaço de mau caminho! 
Onde é que eu tinha a cabeça 
Quando te disse que sim. 

Embora tenha jurado 
Discreta permanecer, 
Já que não estavamos sós. 

Ouvindo na sala ao lado, 
Teus gemidos de prazer 
Vieram saber de nós! 

Nem dei pelo que aconteceu. 
Mas mais veloz e mais esperta, 
Só te viram de raspão. 

A vergonha passei-a eu 
Diante da porta aberta, 
Estava de calças na mão. 

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

FOTOGRAFIA

Amarante na Rota do Românico

A cordialidade entre os “deferentes”


Alguns assinalam a custo algumas diferenças. Eu assinalo as evidentes “deferências”. Desde logo, para com as políticas dos últimos quase 40 anos. Desde logo, com os protagonistas dessas políticas. Desde logo, com a integração europeia e a criação do Euro. Desde logo com o desmantelamento das políticas públicas na saúde, na educação, no trabalho e no emprego. Desde logo, com a destruição do sector empresarial do Estado e com as privatizações. Desde logo, com a subordinação ao capital estrangeiro e ao imperialismo.

De frente ou simulando um arrufo, mais verbo, mais engano, serão sempre e consistentemente deferentes.


CR

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

A Naifa - Émulos

A “mesmidade” política

Não tendo aproveitado a oportunidade de ver os debates António Costa /António José Seguro, vejo-me forçado a concluir que independentemente de evoluções futuras , já sabemos que  o António vai ganhar.  Incorporamos o "melhor" de Costa e o "melhor" de Seguro, rejeitamos as suas diferenças  e ficamos com uma entidade consensual: a “mesmidade” política do(s) António (s). Ou será a mediocridade do(s) António (s)?

CR

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

POEMA

 convocatória

 de todos os momentos que me convocam
 o mais compulsivo é o agora,
 o hoje enquanto morre gente
 por não responder à chamada.
 de todos os momentos que nos convocam,
 de todos os sussurros que na verdade são gritos
 que chegam desmaiados pela distância,
 o mais obrigatório é o agora.

 o entretanto é tempo de sobra para perder a vida
 de uma criança.

 às armas.

       MIGUEL TIAGO

IGUAIS E...MENOS IGUAIS

O Presidente do Governo dos Açores Vasco Cordeiro anunciou este fim-de-semana último que o seu executivo vai disponibilizar consultas anuais, com base num regime de convenção, a todos os açorianos sem Médico de Família.

“O Governo dos Açores está a trabalhar na criação de condições para que sejam disponibilizadas consultas anuais, num regime de convenção a estabelecer com as unidades de Saúde, a todos os açorianos que ainda não têm Medico de Família”, declarou Vasco Cordeiro.

Não sabemos quantos são os açorianos sem Médico de Família. Sabemos, sim, que a sua situação não está conforme com a igualdade de direitos garantida pela Constituição da República Portuguesa. Não existindo consultas específicas para utentes sem Médico de Família na Região dos Açores, as chamadas consulta de “recurso”, importaria que o Governo Regional apresentasse um plano de reforço dos quadros médicos regionais, com incentivos ou alternativas assistenciais subsidiadas pelo Governo Regional.

Mas Vasco Cordeiro tapa o sol com uma peneira inventando uma consulta anual convencionada para os não cobertos por MF. Suprema ironia para um governo dito socialista. A insularidade transporta algumas curiosas perversidades. Somos todos iguais mas há uns poucos menos iguais.


CR  

Festa do Avante! 2014

terça-feira, 9 de setembro de 2014

SAUR-MOGILA, na UCRANIA




Os comunistas da região de Donetsk honraram a memória dos heróis libertadores de Dombass. No dia 8 de Setembro comemorou-se o 71.ª Aniversário da libertação dos invasores nazis. O lendário tanque T-34 no centro de Donetsk encheu-se de flores.

Na colina de Saur- Mogila houve uma concentração no Memorial de Dombass quase destruído. Também aí os militares da Junta Fascista de Kiev foram derrotados em Agosto último. O fascismo retornou aos mesmos lugares 71 anos depois e o mesmo heroísmo os derrotou.

as caras da desgraça autárquica

O "i" chama à manchete a fotografia de 14 autarcas que estiveram à frente das câmaras mais endividadas do país.

Nas 19 câmaras municipais que se encontram em situação crítica e vão recorrer ao Fundo de Apoio Municipal (FAM), o PSD venceu 95 eleições desde 1976. O PS surge logo a seguir com 90 mandatos, nas contas do jornal "i".


Girão Pereira (Aveiro), Manuel da Luz (Portimão), Rui Melo (Vila Franca do Campo), Renato Campos (Cartaxo), Jorge Barroso (Nazaré), Julio dos santos (Celorico da Beira), José Miranda (Fornos de Algodres), Inácio Melrinho (Alandroal), António Murta (Vila Real S. António), José Correia (Seia), Arménio Pereira (Paços de Ferreira) , Jaime Soares (Vila Nova de Poiares), José Carreira (Nordeste, Açores), Fernando Lopes (Castanheira de Pera) são algumas das caras representadas, do PS, do PSD e do CDS. 

A CDU não está representada. Porque será?

,